Decreto de Criação da Paróquia do Parque das Nações

A nova zona habitacional e de serviços que nasceu e tem vindo a desenvolver-se no espaço da Expo 98, hoje chamado Parque das Nações, pertence ao território das paróquias de Olivais-Sul, Olivais, da cidade e concelho de Lisboa, Moscavide, do concelho de Loures, mas como as anteriores, da vigararia de Lisboa II e de Sacavém. Esta zona tem crescido rapidamente: estima-se entre 5000 e 7000 o número actual de habitantes e prevê-se um grande aumento populacional, podendo vir a atingir 25.000 habitantes em 2010.

A título provisório, o Rev. Pároco de Moscavide tem acompanhado e prestado assistência espiritual a um núcleo de comunidade cristã, em acelerado crescimento em número e actividade apostólica. Existe uma Comissão Executiva, constituída por cerca de 22 leigos, que desenvolve um trabalho muito dinâmico, incidindo na aquisição de um espaço para lugar de culto, na procura de um terreno para a construção da futura igreja e centro paroquial e na estruturação da vida cristã.

Existe uma loja que, com as devidas adaptações, funciona como lugar de culto provisório: a Capela de Nossa Senhora dos Navegantes. Está reservado um terreno da empresa Parque – Expo 98, S.A. para a construção da futura igreja e centro paroquial.

Além da aquisição do lugar de culto, tem vindo a desenvolver-se progressivamente a vida cristã, merecendo especial relevo as seguintes expressões: Missas dominicais (uma ao Domingo de manhã e uma vespertina, ao Sábado), Catequese de crianças e de adultos, preparação de Baptismos e de Casamentos, Grupo Coral e aulas de Música, A Comissão encarrega-se, também, do acolhimento e do arranjo e conservação da Capela. Para angariar o financiamento para pagamento de juros bancários e de despesas correntes da Capela, a Comissão leva a efeito uma jornada desportiva anual, a "Corrida do Oriente".

Deve advertir-se que, quando chegou a altura de pedir, por escrito, o parecer dos Rev. Párocos interessados, não o deu o de Santa Maria dos Olivais por entretanto, ter entrado em férias, mas participou activamente em todos os trabalhos preparatórios, realizados no âmbito da vigararia de Lisboa II. Foi favorável o dos restantes, excepto o de Nossa Senhora da Purificação de Sacavém. Segundo este, o território da nova paróquia inclui partes de 4 freguesias civis e de 2 concelhos, o que vai contra o costume seguido na Diocese; quando muito, sugere 2 paróquias no Parque das Nações uma com as partes de freguesias do concelho e cidade de Lisboa (Olivais e Olivais Sul) e outra com as do concelho de Loures (Moscavide e Sacavém), aliás estas duas com todo o seu território, a nascente e a poente da linha férrea, bem como a de Cristo-Rei da Portela, deviam fazer parte da vigararia de Sacavém, gerando nova vitalidade nesta parte do termo oriental; faz-se eco de algum desacordo de leigos de Moscavide e da inquietação de membros da assembleia de freguesia de Sacavém, se à paróquia do Parque das Nações se suceder uma freguesia civil, de igual delimitação (comunicado “Amputação, não”, dum grupo de trabalho da dita assembleia).

De facto, tem sido princípio habitualmente seguido, por maior comodidade dos habitantes, o de fazer coincidir circunscrições eclesiásticas e civis correspondentes. Porém, não como algo de dogmático e absoluto. Se outras razões de carácter pastoral impõem solução diferente, tem sido esta a adoptada. Assim, há no Patriarcado casos de paróquias que incluem partes de freguesias civis diferentes, até mesmo pertencentes a outro concelho.
Ora, no presente caso, a unidade deste território, que lhe advém de ter sido o espaço único dum evento marcante como foi a Exposição Mundial de 1998, unidade mantida pelo actual Parque das Nações, impõe que ele se considere pastoralmente como um todo.

A criação da paróquia virá certamente estimular e acelerar o crescimento da vida cristã e a criação de uma comunidade unida e abrangente deste extenso núcleo populacional, desenvolvendo uma pastoral específica, que responda às características culturais dos habitantes e às suas necessidades espirituais.

Considerando, enfim, que foi favorável e quase unânime (1 voto contra e 1 abstenção) o parecer do Conselho Presbiteral, consultado sobre o assunto,

HEI POR BEM:

1º Desmembrar, do território de cada uma das paróquias de Nossa Senhora da Conceição de OLIVAIS-SUL, de Santa Maria dos OLIVAIS, estas da cidade e concelho de Lisboa, de Santo António de MOSCAVIDE, do concelho de Loures, as três pertencentes à vigararia de Lisboa II, e de Nossa Senhora da Purificação de SACAVÉM, também do concelho de Loures, mas da vigararia de Sacavém, as partes situadas a nascente da linha do caminho de ferro (linha do Norte) e de, com elas, constituir uma só paróquia nova, de Nossa Senhora dos Navegantes do PARQUE DAS NAÇÕES, assim delimitada:
Norte – Rio Trancão;
Leste – Rio Tejo;
Sul – Eixo da Av. Marechal Gomes da Costa, desde o Rio Tejo até encontrar a linha do caminho de ferro (linha do Norte);
Oeste – Seguindo pela linha do caminho de ferro (linha do Norte) desde a Av. Marechal Gomes da Costa até ao Rio Trancão.

2º Estabelecer, como sede provisória da paróquia ora criada, a actual capela da mesma invocação, até à construção da nova igreja.
3º Incluir a nova paróquia na vigararia de Lisboa II.
Lisboa, 25 de Julho de 2003, festa de São Tiago Maior, Apóstolo.


+ JOSÉ, Cardeal Patriarca

Saturday the 21st. Paróquia do Parque das Nações - geral@paroquia-navegantes.org